Seguir este blog por e-mail

5 de julho de 2012

10º Encontro Nacional de Professores de Filosofia


A Sociedade Portuguesa de Filosofia, em parceria com o Departamento de Filosofia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, organiza este ano a 10.ª Edição dos Encontros Nacionais de Professores de Filosofia.
Os encontros são organizados anualmente pela SPF, e destinados a reunir a comunidade docente em torno de uma área ou combinação de áreas da Filosofia, facultando o intercâmbio de questões, ideias e práticas respeitantes a este ramo do saber, quer do ponto de vista da Filosofia enquanto disciplina académica, quer do ponto de vista didáctico-pedagógico. As comunicações e sessões práticas/workshops são apresentados e organizados tanto por investigadores e docentes universitários quanto por docentes do ensino secundário.
A edição deste ano realizar-se-á nos dias 7 e 8 de Setembro, na F.C.S.H. da Universidade Nova de Lisboa (Av. de Berna, 26-C, Lisboa), e contará, entre outros, com o Prof. Anthony Grayling (Oxford e Universidade de Londres), um dos mais destacados filósofos da atualidade, com obra traduzida em português, e o Prof. José Gil (Universidade Nova de Lisboa). Será entregue o SPF 2011, seguido de uma comunicação do autor baseada no seu ensaio. Estarão presentes também representantes das Olimpíadas Nacionais de Filosofia, bem como o aluno vencedor da medalha de prata nas recentes Olimpíadas Internacionais.

2 de julho de 2012

Podcast: Multimédia em contexto educativo



Comentário ao vídeo "Multimédia e contexto educativo", disponível em http://www.youtube.com/watch?v=F5r0FtiVfHA (ver post anterior). 


Música: Cornelius - Wataridori 2
(licença de copyright Creative Commons, que permite o uso e remistura livre da música para fins não comerciais - disponível em http://creativecommons.org/wired)

Multimédia e contexto educativo


Este foi o vídeo que selecionámos para ser a base do comentário em podcast.

1 de julho de 2012

A Tecnologia na Educação parte 2



O Tema É Tecnologia na Educação - José Manuel Moran - parte 2

http://www.youtube.com/watch?v=PXzUWlru7z4&feature=BFa&list=PL621CFAC00B13E7EE

A Tecnologia na Educação parte 1



http://www.youtube.com/watch?v=RmTKq70sqDE

A arte interativa

Arte interativa


A arte interactiva é a forma de arte que envolve, de algum modo, a participação do espectador. Alguns conseguem-no fazendo o espectador andar pela obra, como grandes esculturas ou instalações, ou mesmo fazendo o espectador literalmente "vestir" a obra como uma peça de roupa. Outros trabalhos incluem computadores e sensores para responder a movimento, sons, calor ou outros tipos de estímulo. Muitas obras de arte na Internet ou arte electrónica são altamente interactivas, fazendo o visitante navegar por hipertextos, aceitando que a participação ou a influência da audiência local ou remota altere o curso da obra.
Há um diálogo entre a peça e o participante; mais especificamente, é habilitado a agir e muitas vezes, convidado a interagir com a obra, que, por sua vez, permite a interacção. A arte interactiva não deve ser confundida com outros tipos de arte que não permitem este diálogo.

15 de junho de 2012

Filosofia, Metodologia e Teoria


A diferença entre filosofia, teoria e metodologia

tripe_projetos
Pode dizer-se que qualquer atividade humana exige conceito.
E o que podemos falar de conceito é a capacidade de alinhar estas três vertentes.
Filosofia, teoria e metodologia – mais uma organização vai gerar valor.

Muitas pessoas e organizações vivem o dia a dia sem se dar conta que estes três fatores não estão alinhados e, quando não estão, começam a perder valor no "mercado".
Um diagnóstico deste tipo passa por uma análise de toda a organização, dentro do espírito de revisão da gestão e dos resultados: qual é a filosofia vigente, qual a teoria e a metodologia (ou as metodologias) para que se possa fazer correções de rumo.
Vejamos.

Filosofia é o campo do estudo do para porque?.
  • Porque estamos vivos?
  • Porque trabalhamos?
  • Porque criamos uma organização?
Teoria é o campo de estudo do como funciona;
  • Qual são os fenómenos principais que afetam a vida da organização?
  • Quais são as forças que o regem?
  • Como atuam elas entre si?
  • Como variam a cada contexto?
  • Quais devemos destacar mais agora?
Metodologia é o campo de aplicação prática para alinhar filosofia com teoria:
  • O que deve ser feito para um alinhamento filosófico?
  • O que deve ser feito para um alinhamento teórico?
  • Ou seja, que ações precisam ser feitas para que se possa organizar as forças em movimento, conforme a filosofia escolhida e a teoria  relevante?

Filosofia, portanto, é um campo que nos permite rever os conceitos mais básicos da organização e de onde estamos e para onde vamos. Os princípios que devem governar os projetos.
É da discussão filosófica, portanto, que as organizações tiram a sua missão no mundo e que deveriam faze-la valer, através do uso das teorias e das metodologias que as tornem possíveis.
É da filosofia que saem os princípios inegociáveis e que marcam a vida de uma organização ao longo do tempo.
A filosofia parte de dentro para fora, de um propósito daquilo que se quer mudar na sociedade.
Já a teoria é o estudo de como o planeta, de facto, funciona e como é possível usar estas forças a favor dos propósitos da organização.

É das metodologias que nasce o que podemos chamar da gestão da organização.
As metodologias traçam um conjunto de ações para que as forças identificadas sejam trabalhadas de forma consciente e que se possa tirar resultados previsíveis para os objetivos traçados dentro da filosofia escolhida, do porque fazemos as coisas.
Ou seja, deve-se procurar um alinhamento entre a:
Filosofia -> Teoria -> Metodologia
No final de tudo, devem existir medições dos resultados da metodologia escolhida para analisar se o que consideramos importante na filosofia adotada está a ser, de fato, implementado, através das variáveis vistas nas teorias.
  • A filosofia na organização é a missão;
  • As teorias são as ferramentas que guiam as estratégias;
  • E as metodologias são as ações, gestão que é feita para seguir o que é traçado.
Uma análise de uma organização deve rever como ela é quea análise está a lidar com estes três fatores, e se estão alinhados para gerar valor.

14 de junho de 2012

Não basta ler, é Preciso Pensar!


"Quem lê demais e usa pouco o próprio cérebro passa a ter preguiça de pensar" – Einstein

A filosofia, assim, é o estudo de como pensamos/sentimos sobre / as coisas.




Assim, quando pensamos sobre tecnologia, podemos separar algumas maneiras de olhar o fenómeno:

  • - os que acompanham o seu avanço, baseado, quase sempre, nos produtos e serviços (a maioria);
  • - e os que acompanham as ideias de como as pessoas pensam sobre tecnologia (a minoria).
O estudo das ideias sobre como pensamos sobre a tecnologia, seria o campo de estudo emergente que se batiza como “Filosofia da tecnologia“.
Esse campo é de extrema valia para quem quer estudar a Internet e conectivos, pois  permite-nos sair do estudo do “objeto”, enquanto algo puro, que existe, o que é.

8 de junho de 2012

Curiosidade de "Thomas and Hobbes"


Série de banda desenhada criada por Bill Watterson, nos Estados Unidos da América.
As personagens desta série devem os seus nomes a dois grandes pensadores europeus: João Calvino, teólogo do século XVI e Thomas Hobbes, filósofo do século XVII.